Jundiaí, a famosa terra da uva, está cada dia mais surpreendente. Com uma ampla rede de restaurantes, adegas e vinícolas, a cidade tem atraído turistas que gostam de bons restaurantes e experiências rurais. O São Paulo Interior (do Instagram @saopaulointerior) esteve lá e mostra aqui algumas dicas de o que fazer em Jundiaí.

Começamos nosso tour pela Vinícola Castanho, que existe desde 1968. Na vinícola você consegue andar pela plantação de uvas e fazer degustação de vinhos. Na parte da adega, diversos produtos podem ser comprados. A visitação pode ser feita todos os dias.

De segunda a sábado, o horário de funcionamento é das 8h às 17h30, e aos domingos e feriados, das 9h às 13h.

Do outro lado da cidade, na Rota da Uva, conheci a Adega e Cervejaria Galvão, onde também tem uma pequena plantação de uva. O forte da adega são os deliciosos pratos como o torresmo e porções de polenta com queijo, frango frito crocante, entre outras delícias. Na loja, não deixe de levar para a casa os cafés produzidos na região, vinhos, cachaças e cervejas artesanais. As cervejas são maravilhosas.

A próxima parada foi o Sítio Fontebasso, onde você pode comer uma das mais deliciosas lasanhas da sua vida! A adega do sítio também possui vinhos, inclusive naqueles garrafões. Licores, geleias e doces completam a lista de opções. O restaurante tem uma grande área externa e os pratos são muito bem servidos.

Outro lugar maravilhoso para conhecer é o complexo Vila Brunholi. O complexo é ideal para levar as crianças também, porque além de restaurante, museu do vinho, adega e degustação de bebidas, também tem animais da fazenda para visitação. Um verdadeiro complexo turístico!

As crianças também vão gostar de conhecer a casa na árvore que tem na vinícola Saccomani. A plantação de uva lá é grande e é possível fazer uma visita guiada para conhecer o processo de produção do vinho. Com agendamento, você também pode almoçar no local em grupo. As refeições são feitas no fogão à lenha, oferecendo uma experiência muito gostosa. No fim de dezembro, início de janeiro, quando ocorre a colheita, a vinícola abre para colhe e pague.

E para quem não sabe, Jundiaí é conhecida por sua famosa coxinha de queijo. Mas você sabia que também tem coxinha de Uva na cidade? Pois é! O Kiosque Roseira é o lugar certo para você experimentar as deliciosas coxinhas de Jundiaí, afinal eles já ganharam prêmio por ter a melhor coxinha de Jundiaí. As coxinhas são bem deliciosas. A de Uva possui uma textura diferente e é doce, coberta com açúcar e canela.

Fazenda histórica em Jundiaí tem almoço e área verde

Um lugar que sempre gosto de mostrar é a Fazenda Nossa Senhora da Conceição, em Jundiaí. A fazenda histórica possui um restaurante que oferece refeições da roça, sempre com muita fartura e aquele tempero que a gente só acha no interior.

Além do restaurante, dá para fazer uma visita guiada pela fazenda com monitores culturais que explicam toda a parte histórica. A fazenda foi uma grande produtora de café no passado e chegou a abrigar pessoas escravizadas em um período não muito legal. Na visita, o turista vê objetos e até a senzala doméstica preservada. O passeio cultural é pago à parte e custa R$ 15 por pessoa.

Onde se hospedar em Jundiaí?

Pela segunda vez, eu escolhi me hospedar no Voa Convenience Hotel. Um hotel simples, confortável, aconchegante, bem no centro de Jundiaí. Melhor opção para quem quer pagar pouco, mas não abre mão de conforto e atendimento de qualidade.

No vídeo abaixo eu mostro como foi minha experiência em Jundiaí: