A histórica vila ferroviária de Paranapiacaba, em Santo André (SP), já reabriu as portas para os visitantes. Situada a 44 quilômetros de São Paulo, o bucólico distrito é uma opção de passeio para curtir em família, com amigos ou até mesmo em sua própria companhia. Ainda por conta da pandemia, os museus e o tradicional trem turístico não estão funcionando, mas restaurantes e todas as ruas históricas estão abertas.

Confira abaixo 8 dicas de lugares para conhecer em Paranapiacaba:

1 – Trem turístico (suspenso no momento)

Fabricado na década de 1950, o trem passa por paisagens pitorescas e faz com que o passageiro sinta que está voltando no tempo. Ao total, são 48 quilômetros e 1h30 de distância.

O percurso é feito somente aos domingos, com duas opções de embarque: às 8h30 na Estação da Luz ou às 9h na Estação Prefeito Celso Daniel, em Santo André. O retorno é as 16h30 em Paranapiacaba.

Mais informações e valores podem ser consultados aqui

Por enquanto, caso queira ir de transporte público, o ideal é pegar o trem da CPTM (linha turquesa) até a cidade de Rio Grande da Serra e de lá pegar o ônibus para Paranapiacaba, da EMTU. Nos fins de semana, são vários horários, então você não precisará esperar por muito tempo. 

2 – Parque Nacional das Nascentes (já aberto)

Paranapiacaba é rodeada por importantes Unidades de Conservação do Meio Ambiente. Uma delas é o Parque Nascentes. Assim como o nome sugere, a reserva foi criada para proteger e conservar as diversas nascentes da área, como a do Rio Grande, principal formador da Represa Billings.

A 2L Viagens oferece um roteiro especial de bicicleta pelo parque. O percurso segue um trecho por rodovia asfaltada, pela vila e, também, pelas trilhas da região. O passeio é contemplativo e repleto de aventura, além de contar com o apoio de um carro com mecânico de bicicletas e demais estruturas para atendimento em casos de emergência. O passeio é indicado para pessoas acima de 10 anos.

O pacote da 2L Viagens inclui transporte em ônibus executivo para passageiros, transporte para as bikes em caminhão baú, guia de turismo, kit lanches de bordo e de trilha, seguro viagem, álcool em gel e brindes.

Contudo, a visitação deverá ser feita apenas com agendamento prévio por meio do telefone, limitado a um grupo de uma a oito pessoas.

Mais informações: (11) 4439-1323.

3 – Museu do Funicular (suspenso no momento)

O Museu do Funicular é onde se encontra as oficinas, ferramentas e utensílios que eram utilizadas para fabricação e utilização dos trens. Alguns dos vagões ainda estão preservados, como o vagão funerário. O sistema funicular é composto por cinco patamares distribuídos pela Serra do Mar, sendo o 1º em Piaçaguera e o último na parada Alto da Serra, em Paranapiacaba.

A entrada custa R$5 e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 2695-1151.

4 – Pátio Ferroviário (área aberta)

No Pátio Ferroviário encontram-se os principais ícones da Vila de Paranapiacaba, o Relógio da Estação, a Ponte que liga a Parte Alta com a Parte Baixa e o Locobreque.

Erguida em 1898, a torre do relógio é um dos cartões-postais do distrito. O destaque fica por conta do relógio da marca Johnny Walker, de Londres. Suas badaladas regulavam os horários dos trens e a entrada e saída dos funcionários da ferrovia. Trata-se do único monumento que restou após o incêndio da estação de trem de Paranapiacaba. A entrada é gratuita.

5 – Museu do Castelo (suspenso no momento)

Construído em 1897, o Museu foi moradia do engenheiro chefe da ferrovia. Hoje, abriga diversas peças antigas e a memória social da vila. O Museu conta com uma exposição permanente, uma maquete física de toda a Vila, cinco totens instalados no piso superior com fotos da vista das janelas do Museu Castelo, aproveitando a posição estratégica da construção, e possui também banners distribuídos por todas as salas que contam a história da implantação da Vila Ferroviária.

A visita guiada pela casa custa de R$4. O museu abre de terça a sexta-feira, das 11h às 14h. E de sexta a domingo das 10h às 16h.

6 – Trilhas Ecológicas (permitido – reserva com antecedência)

Muita gente vai para Paranapiacaba em busca de natureza. Para os mais aventureiros, também há trilhas para se fazer por lá. Mas atenção! Nem todas são liberadas, então cuidado com os acessos e passeios clandestinos. Quando o São Paulo Interior esteve lá, fizemos a trilha do Poço Formoso com a Paranapicaba Ecotur. A escolha foi a trilha do poço formoso, no meio da Serra do Mar. No site da agência é possível ver os roteiros e comprar os ingressos com antecedência.

A trilha tem dificuldade média. O percurso só de ida dá quase 2 horas. Mas quando chega lá embaixo, a recompensa vem! A água é cristalina!!

7 – Mercadão (aberto aos sábados, domingos e feriados)

Lá é possível comprar produtos feitos à base do cambuci, uma fruta típica da Mata Atlântica. No mercado, tem tudo o que você imaginar: licores, antepastos, sorvetes, geleias, pimentas, bolachas, etc.

antigo mercado paranapiacaba

8 – Casa Fox (suspenso no momento)

A Casa Fox é uma antiga casa de operário da ferrovia, que reproduz o ambiente doméstico da época. A entrada é monitorada e custa R$ 3.

casa fox paranapiacaba