O São Paulo Interior fez uma viagem ao passado e visitou a cidade de Bananal, localizada na Serra da Bocaina, na divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, região conhecida como Vale Histórico. O nome da região não é à toa. Aquela área do estado, cortada pela Rodovia dos Tropeiros, foi uma grande produtora de café, e a prosperidade fez com que Bananal tivesse até mesmo moeda própria por um período. A história está em todos os cantos do pequeno município. As construções mais famosas e que mais atraem turistas são as fazendas, que pertenceram a barões e que receberam altas autoridades do Império.

Para a experiência na cidade ficar completa, ficamos hospedados no Hotel Fazenda Boa Vista. O casarão sede dessa fazenda é de 1840 e preserva a história na sua construção. Mas se engana quem pensa que antiguidade é sinônimo de desconforto. Lá na Fazenda Boa Vista, eles conseguiram aliar o passado à modernidade para oferecer a melhor estadia aos hóspedes e aos visitantes. Na área externa do casarão histórico, por exemplo, tem piscina ao ar livre, piscina aquecida, sauna, pedalinho, passeio a cavalo, enfim, o que de melhor um hotel pode oferecer.

2018121107373420181210161752_12018121107302920181210162104_1

20181110_164245O café da manhã, almoço e jantar estão incluídos na diária, então você não precisa se preocupar em sair de lá. Os valores variam de acordo com a data (para orçamentos, basta entrar em contato pelo whatsapp: 19 98182-1525).

Como a história está em todo lugar, você verá que o restaurante ocupa uma área onde foi uma senzala doméstica. Um ambiente rústico. Da janela, uma linda vista para a área externa, rodeada de verde. Existem acomodações para todos os bolsos e gostos. Ficamos em um chalé próximo ao lago, mas há apartamentos de alvenaria e quartos dentro do casarão. Você vai se sentir nas novelas e minisséries de época da Globo, muitas delas, inclusive, foram gravadas lá.

20181111_131404
Na Fazenda também há opção de day use. Você aproveita o almoço e toda estrutura

Se quiser conhecer a cidade, a gente indica se aprofundar ainda mais na história. A Fazenda Loanda fica a cerca de 1 km da Fazenda Boa Vista. Ela tem todos os cômodos montados com móveis da época, e a visitação, que custa R$ 15, é acompanhada por uma monitora que explica tudinho: você vai saber de costumes e entender um pouco sobre o que o café representou para Bananal e a vida dos escravos. É uma fazenda linda, que impressiona pela beleza.

201812110935082018121109114520181211090649

20181211093043
Essa capela fica na parte de baixo da Fazenda Loanda

Outra fazenda histórica que visitamos é a Fazenda dos Coqueiros, que cobra R$15 a visitação. Lá também há monitores que te acompanham. Logo na entrada, você é convidado a lavar as mãos com água de lavanda, que era comum naquele período para entrar no casarão. Além de ver móveis e ferramentas usadas para aprisionar escravos, você fica sabendo de histórias surpreendentes e entra em uma verdadeira senzala doméstica. É um ambiente de arrepiar. Um verdadeiro museu no Vale Histórico, que recebe excursões de escolas, universidades e grupos. Se quiser passar o dia lá e for em grupo, você pode contratar antecipadamente almoço ou café, que pode ser simples ou completo.

20181211164857

20181111_155439
Reprodução de anúncios para locação de escravos
20181211092941
Objetos da escravidão ainda preservados
20181111_162257
“Casinha” onde eram feitas as necessidades na época. As fazes caiam direito em um chiqueiro, e os porcos faziam a limpeza. A água também era usada para castigar escravos

Fora as fazendas históricas, tem o centro de Bananal, com seus casarões repletos de janelas, que simbolizavam riqueza na época. A igreja matriz é de 1811 e é linda por dentro. Ainda na praça, tem o Solar Aguiar Valim, que pertenceu ao maior traficante de escravos da região, que também foi proprietário de grandes fazendas. O solar é o símbolo do abandono. Na parte de baixo, funcionam lojas de artesanato, e lá em cima não há estrutura adequada para receber turista. O que vale é a experiência de estar em um lugar que é muito representativo para a cidade.

20181211141152

No centro também tem a antiga estação de trem, que é toda em metal e foi trazida da Bélgica. O bem é tombado, mas também fica fechado.

20181211140134

Um pouco mais distante, o turista pode visitar a Estação Ecológica, que é um centro de pesquisa aberto e gratuito, onde é possível acessar duas grandes quedas da Cachoeira Sete Quedas e caminhar por um trecho da antiga trilha do ouro, que te dá um vista para a Serra da Bocaina. A Estação Ecológica é voltada para a educação ambiental, portanto, vale a visita!

20181210120207

20181210112900
A sétima queda da Cachoeira Sete Quedas

Se você ainda não conhece Bananal, corra! É uma parte da história do Brasil que você precisa vivenciar de perto. Abaixo, deixo o vídeo com os stories que gravamos para o Instagram do São Paulo Interior: